A MÁQUINA DO TEMPO.

E se pudéssemos fazer com que os mesmos se repetissem várias vezes?

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

CRIACIONISMO E EVOLUCIONISMO, AS VÁRIAS PERGUNTAS SEM RESPOSTA.

Destas duas vertentes, criacionismo e evolucionismo, traz consigo muito mais perguntas do que respostas propriamente dita.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

O ELOGIO EM DEMASIA É PREJUDICIAL?

Quão ingratos seriamos se disséssemos que não gostamos disso. Claro que gostamos!

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

NA BATALHA DA VIDA, DEPENDEMOS UNS DOS OUTROS.

Em meio a uma batalha aparentemente infindável, muitos tem agido com desleixo com relação a aquilo que lhe foi confiado.

Titulo da Imagem Titulo da Imagem

CERBERUS, O GUARDIÃO DO INFERNO

CERBERUS-O-GUARDIÃO-DO-INFERNO
Cérbero era filho de Tífon (ou Tifão) e Equídina, irmão de Ortros e da Hidra de Lerna. Da sua união com Quimera, nasceram o Leão de Neméia e a Esfinge. A descrição da morfologia de Cérbero nem sempre é a mesma, havendo modificações. Mas uma coisa que em todas as fontes está presente é que Cérbero era um cão que guardava as portas do Tártaro, não impedindo a entrada e sim a saída. Quando alguém chegava, Cérbero fazia festa, era uma criatura admirável. Mas quando a pessoa queria ir embora, ele a impedia; tornando-se um cão feroz e temido por todos.
Os únicos que conseguiram passar por Cérbero saindo vivos do submundo foram Héracles, Orfeu, Enéias e Psiquê. Cérbero era um cão com três cabeças. Sua cauda também não é sempre descrita da mesma forma, às vezes como de dragão, como de cobra ou até mesmo de cão. Às vezes, junto com sua cabeça são encontradas serpentes cuspidoras de fogo saindo de seu pescoço, e até mesmo de seu tronco. Cérberus simboliza o horror da morte, da ideia do inferno, mas principalmente simboliza ainda o enfrentamento do pior dos infernos, aquele que habita no interior de cada ser humano. A ideia mais comum de inferno é sobre um local no centro da Terra, onde as almas são condenadas a viver eternamente, em verdadeiro suplício como consequência dos erros cometidos durante a vida terrena.  Argumenta-se que o inferno é um local imerso em lavas e fogo que queimam aqueles que ali chegam, assim como queima na alma o inferno interior. 
CERBERUS-O-GUARDIÃO-DO-INFERNO
A maioria dos humanos passa a vida debatendo-se entre estes dois símbolos: o inferno e o paraíso. Logicamente todos anseiam pelo paraíso após a morte; muitos estão convictos de que é um lugar perfeito onde a dor e o sofrimento não existem. No entanto, esses dois lugares coexistem em nós a todo tempo. Na Antiguidade, Cérbero era considerado um cão que comia gente e, para muitos, é por esta crença que o nome kérberos (cérberus) é a mesma coisa que kroboros (comedor de carne). Esta mesma interpretação poderia explicar certos episódios da lenda de Cérberus, como o de Pirotoo que, como castigo por ter tentado seduzir Perséfone, foi entregue ao cão para ser devorado por ele. A voracidade do animal era confirmada por um dos suplícios infernais, que consistia em que ele comesse os corpos dos condenados. Este suplício poderia ser uma das muitas formas que simbolizavam a consumação dos cadáveres pela terra. E, portanto, teria o mesmo sentido que Thanatos, que chupava o sangue dos mortos, que Eurímono, que devorava cadáveres, e que certos nomes de Hécate, representada chupando o sangue e mastigando o coração e a carne dos mortos.

>

1 comentários:

Lowongan Kerja 2014 disse... [Responder comentário]

Amazing animal

Postar um comentário

Receba nossas atualizações:


Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem:


 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Lady Gaga, Salman Khan